terça-feira, 5 de junho de 2012

LIMPAR O MUNDO





Limpar para permanecer!

                           Eis a questão que se torna 'ordem do dia ' 

Limpar nossa mente,a ferramenta mais poderosa e boa para criar , para a gente recrear enquanto vive nas cidades do mundo,nesta Terra que parece imensa por causa da nossa pequenêz,comparada com a grandeza  do globo que nos abriga e nos sustenta vida afora.

E que é a Terra, senão uma célula-viva-única, um organismo-vivo sim, um organismo célular limitado pelas camadas atmosféricas onde o Sol é o ponto de ligação às outras células dos sistemas estelares que formam o corpo do Universo ?

Bom seria a gente voltar ao banco da escola para rever "Citologia" e ver que a célula com todos seus elementos constituintes nada mais é que o espelho,um fractal perfeito da estrutura global.

Alguém disse que tudo que está em cima está em baixo e que macro e micro são idênticos ; é uma questão de escala, infalível. Nenhum elemento pode ser deslocado de sua função com o risco de todo  o sistema ser afetado,corrompido ou destruido. A harmonia consiste na reposição imediata da organicidade em simetria à original. Nada substitui o ciclo vital pré-existente,nenhuma alteração pode ser feita  e nenhum cientista poderá acrescentar um elemento artificial capaz de manter a estabilidade ,a boa regeneração dos tecidos, pre estabelecidos tecidos como malha ótima para garantir a  reprodução e  perpetuação da vida.

 Nós,enquanto animais racionais dentro da célula ,somos com certeza, as enzimas, responsáveis pela produção e preservação da energia . Pode haver vida na corrupção da energia ?

Limpar o meio ambiente é o mínimo a ser feito e com máxima urgência, se queremos continuar vivos.

A Mãe-Natureza é tão sábia e prodigiosa ,se dá como um berço aconchegante, um livro mágico,ilustrado com as formas e cores mais espetaculares e, como se não bastasse faz-se  em celeiro por todos os cantos , em todos os climas onde quer que nasça uma árvore, ali/aqui,nesta obra maravilhosa onde sempre haverá uma flor, atraindo abelhas polinizadoras,à acasalar pólens num trabalho de fidelíssima operação, para simples-mente replicar a beleza de nova flor,o berçário de novo fruto, a caixinha de tesouro cheiinha de sementes que adoram nascer, crescer, florir e harmoniosamente compor o hino de seu próprio existir.

Passa da hora dos povos se unirem conscientes numa autêntica "colméia" à pura e simplesmente imitar os insetos e flores melíferas

Não temos que ter políticos,não esses, temos é que ser éticos,para merecermos a vida e a terra que nos foi dada  desde a origem, aonde fincaríamos raízes de uma sociedade verdadeira-mente humana, uma sociedade que não desvirtue a sua própria razão de ser e existir. Uma sociedade onde os escolares saiam preparados para defender a maravilha  da continuação e evolução da espécie e não como hoje,quando os mais hábeis ,os que se destacaram na inteligência e aprimoramento de suas qualidades inatas tornam-se renomados cientistas,engenheiros do alto escalão determinados em arquitetar e fomentar a indústria de ferramentas, armas de matança de solos, matas,rios,animais de toda espécie e o que é mais incompreensível, matança em massa de nações inteiras, no lucrativo dizimar seu próprio semelhante.

Qual cientista, engenheiro renomado e bem posto nesta sociedade , dita humana, não é pai de família ?

Como é possível um doutor deitar e dormir tranquilo se ele passa seu dia se esmerando na fabricação de instrumentos mortíferos de toda a natureza? E qual nação poderá se orgulhar dos filhos que gerou?

Gerou pra quê?

É tão simples o que a Mãe-Natureza nos pede!

Ela sò pede um pouquinho de ateção a nosso redor,este palco maravilhoso apropriado aos mais intensos gozos entre arvoredos  e jardins floridos  , régiamente regados com a presteza das Águas  e do Sol, a nos tratar feito irmãos de bondade e verdade!

E nós, pequeninos seres ainda infantes, porque não imitamos os reais construtores do Universo  recreando de verdade e recriando nosso universo particular,na alegria de saborearmos uma fruta bela , perfumada e doce,  que se nos oferece qualhada de sementes de igual doçura? Porque somos capazes de jogar nos latões e nos montões de lixo as sementes dos frutos e de florestas,o mais absoluto tesouro que o Reino Vegetal amorosamente  nas as árvores produzem?

Se cada um de nós, na sua intimidade familiar, em todos os momentos do viver se dedicar, ainda que silenciosamente, à prática de devolver para o chão da Terra,nas beiras dos rios, açudes, encostas, nos sertões , nas estradas, ao longo dos caminhos por onde andam; se cada  semente dos frutos e flores voltassem amorosamente a cumprir seu destino, em tempo record, todo o planeta se  harmonizaria , e neste ato de amor e respeito à Terra e nós dentro dela íamos poder contar uma história digna de deuses!

E seriamos Reis, legítimos proprietários da Terra!

Que nossos corações pulsem uníssonos com a harmonia do coração da alma do mundo que nos ama!

 
 Falas  da Terra

A terra insultada
vinga-se produzindo flores

http://1.bp.blogspot.com/-7vFHbcMqezY/T7kmDXHgnEI/AAAAAAAABao/jJJBqcyxx-0/s1600/@raminhoPicasso..bmp
Pablo Picasso

Li
 Fonte:
http://radeir.blogspot.com
Dia de Reis- 06-01-2010
 

Nenhum comentário: